Nittrans orienta militares sobre prevenção de acidentes com motociclistas

Prevencaomilitares.jpg

   Uma equipe da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans) esteve nesta terça-feira (31) no 21º Grupo de Artilharia de Campanha do Exército, “Grupo Monte Bastione”, em Jurujuba, para ministrar uma palestra sobre prevenção de acidentes com motocicletas a pedido do comando da unidade. Este foi o último evento do Maio Amarelo em Niterói, movimento mundial abraçado pelo município, proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU), que tem como objetivo diminuir o número de acidentes no trânsito e preservar a vida nas vias e rodovias. De acordo com dados levantados pela Nittrans, pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar, de 1 de janeiro a 31 de março deste ano, houve 424 acidentes com motocicletas no município, quatro deles com vítimas fatais.

   A chefe de Educação para o Trânsito da Nittrans, Priscilla Lundstedt Rocha, destacou diante da tropa os diferentes conceitos de direção defensiva e a influência da sociedade no comportamento ao volante:

   “Ressaltei aqui ainda a importância da direção defensiva, da utilização dos equipamentos de proteção individual (EPIs)”, explicou.

   Segundo o Tenente Coronel Flávio Henrique Pinheiro da Costa, comandante daquela unidade, o Exército Brasileiro sofre todos os anos com o alto número de militares acidentados nesses veículos e a participação do órgão de trânsito pode ajudar a diminuir as baixas.

   “Regularmente vemos militares ficarem muitos meses em casa convalescendo devido aos acidentes com motocicletas, ou mesmo hospitalizados por longos períodos. A parceria que estabelecemos com a Nittrans é essencial no sentido de conscientizar o militar sobre os riscos de uma direção inadequada, bem como a necessidade de uma pilotagem defensiva no trânsito. Estamos salvando vidas aqui”, disse o militar.

   De acordo com o oficial de Operações e Instruções, capitão Felipe Robert Bochin, nenhum dos cerca de 100 militares (cabos e soldados) convidados para a palestra faz parte do pelotão de batedores da corporação:

   “São pessoas que usam as motocicletas para transporte de casa para o trabalho e vice-versa. E, embora conheçam as leis e sejam disciplinados, estão sujeitos aos riscos do trânsito. Essa palestra mostra a eles, entre outras coisas, que a atenção ao outro piloto ou motorista ao lado, ou mesmo certos hábitos de civilidade, podem mantê-los em segurança”.