O trânsito como vasos e capilares da mobilidade urbana.

Na madrugada de sexta-feira (14/08 - 03:00 H), um caminhão de cerveja quebrou o eixo na faixa da direita da Alameda São Boaventura, sentido Ponte.

Com certeza, não podemos considerar a situação totalmente inusitada e absolutamente improvável, tendo em vista que no horário, que é o mais apropriado para os deslocamentos de veículos maiores e mais pesados, passam de dois a três veículos de carga a cada cinco minutos pela importante via arterial da cidade.

Para a imediata desobstrução somente uma retroescavadeira, pela avaria apresentada, mas não havia o equipamento na parceira Águas de Niterói nem na CLIN (também parceira) – havia a máquina mas não havia o operador.

A solução tinha que ser dada, antes do amanhecer, sob pena de se viver grandioso engarrafamento pela manhã, na importante via com naturais reflexos em toda cidade e adjacências.

Acionado, o Diretor de Planejamento de Transporte e Trânsito da NitTrans não titubeou e buscou a solução com o importante apoio da empresa 1001, que autorizou a ida do mecânico que estava de serviço, e também, com o apoio da Auto-Pista Fluminense que disponibilizou o reboque pesado.

Às 05:23 H, quando a imensa maioria dos usuários da Alameda São Boaventura ainda dormia, o caminhão era removido para área livre nas proximidades da Av. do Contorno.

Esta narrativa, do cotidiano de uma operação do trânsito é para os que ainda acreditam no famigerado “excesso de carros”, para explicar retenções, engarrafamentos e congestionamentos no trânsito contemporâneo por desconhecerem técnicas e capacidades de trabalho desenvolvidas por profissionais como a Coordenadora da madrugada Cristiane Hattely, o Encarregado de plantão da 1001, Alexandre, os mecânicos plantonistas Luiz Paulo, Carlos Rodrigo e Rafael, das empresas 1001 e Auto-Pista Fluminense, todos integrados pela habilidade, dedicação e capacidade de Alexandre Cony dos Santos, nosso DPTT. Sem o trabalho dessas pessoas, estaria instalado o caos no trânsito da Alameda e seu entorno durante todo o dia e ouviríamos a voz da incompetência bufar na mídia, que o problema devia-se à grande quantidade de veículos. Valha-nos DEUS!

Todos dormiam e não viram? Pois o mesmo acontece diariamente com outro esplendoroso espetáculo que é o amanhecer, e nem por isso, ele deixa de acontecer há milhões e milhões de anos.

Paulo Afonso Cunha Cel PM

Presidente da NitTrans

Subsecretário de Transporte e Trânsito

Posts em breve
Fique ligado...

PREFEITURA DE NITERÓI - NitTrans - NITERÓI TRANSPORTE E TRÂNSITO S/A - Praça Fonseca Ramos, s/n°, Centro de Niterói - CEP: 24.030.020- Terminal Rodoviário Roberto Silveira. Atendimento ao público: de segunda a sexta, das 09:00 às 17:00 Tel. 2621-5558.