08 de Junho de 2016

 

100 anos do Ten. Brigadeiro do Ar JOÃO CAMARÃO TELLES RIBEIRO

 

 

 

     No Centenário de um dos maiores brasileiros da história - JOÃO CAMARÃO TELLES RIBEIRO - Tenente Brigadeiro do Ar, patrono das turmas 66 - BQ /69 - AFA, em 08 JUN 16, uma história real:

 

     Nas comemorações do jubileu de ouro, em meio à alegria e emoção do reencontro com os maravilhosos irmãos 66 - BQ/ 69 - AFA, no cenário que todos conhecem ou viram, narrei, numa de nossas eternas trocas de idéias sobre a Turma, uma experiência real vivida por mim com o Brigadeiro CAMARÃO, quando eu era 1º Ten PM, servindo no 17º BPMERJ – Ilha do Governador, no Rio, em 1976, sendo certo que o 66-25 ARTURO CHIMBANSKI, sugeriu-me:  Zerinho, escreve isto para os companheiros da Turma! 

 

     Nada melhor que o centenário de nosso eterno patrono para fazê-lo.

 

     Num determinado dia, pela manhã bem cedo, do ano de 1976, no lugar chamado Praça do Avião, na Ilha do Governador, onde diariamente a viatura oficial preta, acho que da antiga marca SIMCA CHAMBORD, conduzia o então Comandante Geral do Pessoal (COMGEP), para o expediente no antigo QG-3 da Av. Marechal Câmara no RJ, eis que, o Cabo da FAB, fardado se aproxima do, na época, 1º Tenente PM RG 21.140 da PMERJ, responsável pela operação do Trânsito no local e diz:

 

    - Dá licença Tenente, o Brigadeiro CAMARÃO, Comandante Geral do Pessoal da FAB, está lhe chamando na viatura.

 

      Emocionado imaginei:  Que alegria voltar a falar com o ex Cmt EPCAR 66/68, ele deve ter reconhecido o 66-207 – CUNHA, que uma vez esteve no seu gabinete na festa junina! (ledo engano).

 

     Ao chegar na viatura reconheci o já quatro estrelas, Brigadeiro CAMARÃO, sentado no banco de trás, com o 3º A e quepe, ato contínuo, apresentei-me entusiasmado: 

 

     - Dá licença Excelência, 1º tenente PM PAULO, Sub Cmt da Cia de Trânsito do 17º BPM, ex-aluno EPCAR.

     E o Brigadeiro sem virar o rosto respondeu-me:

 

     - Abre este sinal agora, você está trabalhando mal, pois o sinal já ficou verde e você manteve fechado!

 

     - Desculpe, Excelência, no Regulamento do Código Nacional de Trânsito (da época) está prevista esta situação.

 

     - Cumpre a minha ordem já, não quero saber do teu Regulamento, Tenente!

 

     Conquanto já presentes a admiração e o respeito pelo grande Chefe, ainda aos 25 anos de idade, não gostei, no momento, da arrogância do nosso Oficial General e voltei a ponderar, sem abrir o sinal.

 

     - Excelência, neste horário o fluxo de veículos na Estrada do Galeão é muito maior que nesta transversal, por isso usamos os atributos do Regulamento mencionado.

 

     - Chega Tenente! Cabo anote o nome e a identificação deste Oficial PM, falou ao ordenança e se dirigindo à minha pessoa falou com a proverbial rispidez:

 

     - Vou dar parte tua e se não abrir agora vou te conduzir preso à tua Unidade por descumprir minha ordem!

     Diante das circunstâncias e premido pela volúpia da autoridade moral e hierárquica do nosso saudoso ex-Cmt, em tempos de General Presidente, corri ao cruzamento e, usando a mesma prerrogativa que lhe ponderara, fechei os sinais verdes para a Estrada do Galeão e por gestos e apito liberei a passagem da viatura de comando, com a ajuda do SD PM do Trânsito.

 

     Cinco dias depois chega a parte circunstanciada do Cmt COMGEP ao Cmt do 17º BPM, então Ten Cel PM FERNANDO ANTONIO POTT, que, incontinenti, arguiu-me:

 

     - Ô Paulo, como você descumpre ordem de um Oficial General! Vou ter que te punir! Este Brigadeiro é dos Oficiais Generais mais importantes das Forças Armadas! Como V. foi fazer isto? 

     

     E o Ten Paulo, já bacharel na Ciência Jurídica, graças à antiga PMEG, pondera ao seu Cmt de Unidade que precisava ser ouvido em Portaria para que fosse punido, sendo certo que o Cmt concordou com a  assertiva e entregou o documento para a Informação.  

 

     Não precisa dizer que, com esta oportunidade e, tendo sido aluno dos Professores FERNANDO VICTOR LIMA DA COSTA (História-EPCAR) e PAULO CONDORCET BARBOSA FERREIRA (Introdução ao Direito – Academia PM), entre outros, este signatário escreveu três laudas com anexoS, mostrando que não desobedecera a ordem do Brigadeiro CAMARÃO  e  que cumprira integralmente com seu mister profissional.

 

     Mesmo assim, o Ten Cel PM POTT retornou ao COMGEP a Informação, preocupado por não ter encaminhado nota de culpa com punição.

 

    Qual não foi nossa surpresa, quando dias depois, chega documento assinado pelo Exmo Sr Comandante Geral do Pessoal da FAB, Ten Brigadeiro do Ar JOÃO CAMARÃO TELLES RIBEIRO, reconhecendo o procedimento profissional do Tenente e marcando dia e hora para que comparecesse à seu Gabinete.

 

    Determinação cumprida, eis que este signatário ouve do tenente Brigadeiro do Ar CAMARÃO a seguinte frase: 

 

   -Não foi à toa que V. foi meu Aluno na EPCAR, continua seguindo este caminho!

 

    E até hoje estou cumprindo, pois que em escolha técnica do Prefeito de Niterói, estou na Presidência da Niterói, Transporte e Trânsito e exercendo a Autoridade de Trânsito na cidade, depois já de tê-lo feito  em quase todos os bairros do Rio de Janeiro, consubstanciando a frase do nosso grande Patrono:

 

    “NÃO FOI A TOA QUE V. FOI MEU ALUNO NA EPCAR”...

 

    E mais, acho que estas palavras textuais do Ten  Brig. Do Ar CAMARÃO se adequam a todos nós da turma:

 

   "NÃO FOI A TOA QUE FOMOS TODOS COMANDADOS PELO eterno Ten Brig. do Ar JOÃO CAMARÃO TELLES RIBEIRO".

 

Parabéns pelo centenário!

 

Emocionantes abraços do Al. 66-207 – CUNHA.

(Zerinho)

 

PAULO AFONSO CUNHA

Presidente da NitTrans .

PREFEITURA DE NITERÓI - NitTrans - NITERÓI TRANSPORTE E TRÂNSITO S/A - Praça Fonseca Ramos, s/n°, Centro de Niterói - CEP: 24.030.020- Terminal Rodoviário Roberto Silveira. Atendimento ao público: de segunda a sexta, das 09:00 às 17:00 Tel. 2621-5558.